15 dez 2016

Primeira parte: Metodologias: Parte 1 – Scrum Antes de iniciar o contexto do XP, é necessário entender que metodologias ágeis assim como, o Scrum e o XP, que são as que estão sendo analisadas neste post, possuem um problema de interpretação do conceito ágil. O conceito de ágil não é ser rápido, e sim ser

Read More

01 nov 2016

OCP – OPEN CLOSED PRINCIPLE “Entidades, classes, módulos e funções deveriam ser abertos para extensão e fechados para modificação” O ciclo de vida de um software faz com que ele seja suscetível a mudanças. Um software bem arquitetado te possibilita fazer essas mudanças alterando o mínimo de código possível, ao invés de reescrever o comportamento

Read More

02 jun 2016

SRP – SINGLE RESPONSIBILITY PRINCIPLE “Uma classe deveria ter apenas uma razão para ser modificada.” A expressão “responsabilidade” nos remete a responsável – que, por sua vez, nos remete a algo ou alguém. Dentro do SRP, coisas que se modificam pelo mesmo motivo deveriam ficar juntas, assim como, coisas que se modificam por motivos diferentes

Read More

16 maio 2016

Há tempos venho debatendo aqui na redspark com o Guilherme Vargas, o fato dos desenvolvedores terem acostumado muito com as tecnologias e, consequentemente, acabam deixando de lado o verdadeiro conceito de Orientação a Objeto. Deixamos de pensar em primeiro lugar nas boas práticas e nos antigos princípios e voltamos a programar estruturalmente ou orientado ao framework. Nossos domains como

Read More

02 maio 2016

Recentemente precisei criar um relatório específico para um projeto no qual há uma grande quantidade de filtros possíveis. Ao analisar esse cenário, eu e a equipe decidimos utilizar o Criteria do Hibernate por causa da facilidade de manipular dinamicamente os filtros. E, no meio da implementação, encontramos um problema no resultado da busca. Vamos ao

Read More

29 out 2015
blog-digital-transformation

1. DEFINIÇÃO Segundo o site oficial ReactiveX pode ser definido como: ReactiveX é uma biblioteca para composição assíncrona e programação baseada em eventos utilizando sequências observáveis. Trazendo para uma abordagem mais simples, acredito que pode ser definido como uma biblioteca para aplicarmos Reactive Programming (“Programação Reativa”). Com isso, acredito que mudamos a dúvida em relação a

Read More

30 jun 2014

Apresentação sobre padrões de arquitetura de projeto muito utilizados e debate sobre a preocupação que um desenvolvedor deve ter, em sempre avaliar os padrões que está empregando, analisando o melhor padrão que se enquadre nas suas necessidades.

Read More