falamos aqui no blog sobre o quão importante é uma abordagem mais humana, pensando nas pessoas, em experiências, em vivências.

O que quero aqui é compartilhar experiências sobre um dos pilares do Design Thinking, com percepções de coisas positivas que acredito que possam ajudar outras pessoas.

Vestir o sapato do outro, enxergar com os olhos do outro, se por no lugar do outro. Parece simples o que deve ser feito quando falamos de “Ser mais empático”. Mas será que realmente é tão fácil tomar ações práticas como essas analogias propõem definir?

“Empatia é a capacidade psicológica de tentar compreender sentimentos e emoções das outras pessoas.”

A palavra empatia se originou da fusão de duas palavras gregas, com seus respectivos significados:

in – para dentro;

pathos – sentimento.

Lendo a definição do significado de empatia ou a origem da palavra a coisa fica mais complexa. É nesse momento que acredito que toda essa teoria acaba ficando apenas na teoria.

Quando expressamos alguns sentimentos, sejam eles positivos ou negativos as pessoas ao nosso redor podem senti-los e entende-los em determinado contexto. Um sorriso alegre, lagrimas de um choro, uma expressão de raiva ou frustração. O que acontece é que muitas vezes aquele sentimento que não é explicito, passa desapercebido por todos. 

CTA-ebook-transformação-digital

Ao longo da vida, perdemos essa capacidade de perceber o outro. Perdemos a empatia. Não é natural da maioria das pessoas, mas perfeitamente possível de ser retomada por qualquer um.

Empatia é prática. Um exercício assim como qualquer outro que quando praticamos, a tendência é evoluirmos e melhorarmos. E como qualquer outro exercício, o inicio é bem difícil.

Praticar um olhar generoso, dar se conta das pessoas, ouvir com atenção plena. 

O que eu sinto nos últimos tempos é que esse exercício contagia. E acredito que outras pessoas que pensam e agem praticando um olhar mais empático em suas vidas, motivam outras a mudarem suas perspectivas com o próximo. 

Pretendo compartilhar em outros posts novos conteúdos que espalhe por ai um pouco mais desse “Vírus contagioso” da empatia. Que ao contrario dos convencionais, faz muito bem pra todos.